segunda-feira, janeiro 25

Sinto-me usado.


Sinto-me usado. Senti que violavam o meu corpo. Parecia-me dormente. Não o sentia. Não tinha interesses. dar tempo ao corpo, de se habituar ás formas. Fazer esquecer as apalpadelas que cravaste no meu corpo. O coração, não bateu, ficou fugido, escondido no canto escuro do seu quarto, bem quieto, sem sentir, nem fazer sentir. Apagar as as luzes, fechar os olhos, desejar que o perfume, e cada bocado de cheiro que de ti veio, seja esquecido. Não temas, porque é assim que eu faço, para continuar a viver. Guardar um ou outro momento que tanto gostei, e despejar tudo fora. Apagar, esquecer, enfeitiçar as partes onde ficaram cravadas as memórias dessa tarde, de cada movimento das tuas mãos. Quero esquecer que possuiste o meu corpo. Agradável, foi apenas em algumas situações. Não quero voltar a repetir tão cedo. Foi agradável estar contigo, para a próxima será diferente. Foi bom, até certo ponto.

10 comentários:

  1. ahah , olha que se dás mesmo , eu quero xb
    o teu texto fez tanto sentido pra mim :|
    Nada que agradecer ;) *

    ResponderEliminar
  2. O que lá vai, lá vai. Há marcas que ficam, cicatrizes mesmo invisíveis. Tu sente-as porém.
    - Adoro ler os teus textos, páááá!

    ResponderEliminar
  3. Então dá , ora :c
    Fez . Algo desse genero acontece-me frequentemente , mas digamos que o contacto fisico não é tão 'forte'.

    ResponderEliminar
  4. Se não queres voltar a repetir não "dês" o teu corpo!

    ResponderEliminar
  5. Oh que querido :$
    És de onde memso ?, desculpa lá a cusqice xb
    Acontece-me com um amigo por quem tenho um fraquinho que ora se transforma num 'grande amor' ora não passa mesmo de um fraquinho .

    ResponderEliminar
  6. porque a minha escrita não é nada de especial :)

    ResponderEliminar
  7. guarda apenas o que mais mexe contigo :p

    ResponderEliminar
  8. Obrigado pelo teu coment*

    Quanto ao teu post...quando nos sentimos usamos, nada parece poder concertar o que se parte dentro de nós. E olha que se parte muita coisa...Espero que tudo se componha dentro de ti.

    beijinho

    ResponderEliminar