domingo, janeiro 24

Esticando a mão


Permaneces assim, num estado puro, e silencioso, com o ar a envolver-te, em formas redondas, como se pintasse o ar, para os pássaros o poderem admirar. Suspiras gargalhadas, fechas os olhos, esticando a mão, de pincel na ponta, vais agitando o braço no ar, como se tivesses pequenos ataques de coração, acompanhados de música. Pintas o céu. Abres os olhos, sorris, sorris com muita força. Causando uma enorme dor, nas bochechas, ficando vermelhas, e carregadas de sangue.
O sol e a lua, vieram ver as tuas pinturas. Estão pintadas em todas as colinas, de todos os montes, de todos os mundos, de todos os lados, de todas as coisas.

Chego perto, bem pasmado. Que coisa linda que aqui fizeste menina sonhadora. :)

8 comentários:

  1. E ao ler este texto, o parto na garganta, no estomago e no coração, desfez-se +.+

    ResponderEliminar
  2. E assim se vê as pinturas lindas que uma rapariga é capaz de fazer no coração de um rapaz :)

    Beijocas *

    ResponderEliminar
  3. essas pinturas são as mais bonitas de se ver <3

    ResponderEliminar
  4. este texto fez-me sentir pequenina *.*

    ResponderEliminar
  5. Ai gostei tanto Pedro.. Cheira a amor :)

    ResponderEliminar