sábado, agosto 8

Uma viagem por lá.

The trip by *duchesse-2-Guermante

Eu salvo o pior para dentro de mim até que um sonho venha e despeje tudo para me fazer esquecer. Lembro-me de como tudo começou. Nessa noite tudo ia de bom a pior. O que é que eu fiz? O que fizeram os meus pensamentos? Eu prometo que não irei esquecer do dia em que acabamos. É o fim para dois corações que se tentaram mutilar por um pouco mais de espaço e amor impregnado de loucuras doentias. Abro caminho pelas palavras... Estás-me a puxar depressa de mais e não consigo acompanhar a tua dependência. Toda a dor e sofrimento que fiz conter dentro de mim... Esqueço e atiro tudo fora.

Eu salvo o pior para dentro de mim.
O tempo passa e vemos que o amor se está a apagar sem que nenhum de nós tenha a coragem de dizer que está a ver o que está a acontecer. Todos aqueles sorrisos que se perderam em choros e tormentos em noites de conflito emocional. Extraio cada pulmão que está morto das águas que chorei à tua porta de tua casa. mantive o silencio no momento. O coração bate com a força de mil cavalos para tirar o negro que se formou como escudo protector, contra a agonia que me causaste. Mesmo à tua porta chorei e atirei ao chão o sentimento amoroso que tinha por ti.Deixas-me impaciente e largo de imaginação.

Porquê logo tu? De tanta rapariga tinhas logo de ser tu?! Para mim serás sempre imperfeita, assim como serei sempre imperfeita aos teus olhos. Por muito que queira respirar de alivio e de liberdade, o meu coração ainda permanece a gritar que gosta de ti, quando a minha mente só te vê como amiga. De tantas vezes que deitaram a porta do meu castelo abaixo, já não tenho preocupação em reconstruir um novo.

Feira Medieval. *.*

2 comentários:

  1. Obrigada, por seguires e por comentares :) Tanto elogioooo *.* Tambe'm eu gosto da tua escrita ^^,

    ResponderEliminar