quarta-feira, agosto 5

Matei a minha originalidade

Rise by =Etniezz

Levanto os meus braços no ar perante o céu gelado que me faz arrepios no corpo. Olho em direcção ao sol, e este ainda dorme, daqui a nada está a acordar com o barulho do mundo. Eu atiro a minha originalidade ao riu, atirando-lhe pedras, enquanto esta luta para estar à tona de água. Começo a chorar. Não consigo olhar mais, para tal crueldade que estou a fazer. As estrelas deixaram de brilhar. Taparam os olhos. Desencadeei, a queda da chuva, bem lá das alturas. Crianças choram, mães gritam, pais correm. Assusto estrelas a tal ponto que se apagam. Passo na rua, toda agente foge da minha beira. Eu pedi por isto. Caminho com o coração aos pulos, dizendo-me para a ir lá buscar, ou alguém a irá. Reflicto e ignoro. Ninguém quererá uma originalidade como aquela. Nem mesmo eu, que a tinha. Deitei tudo a perder, diz-me a mente. Ignoro continuamente sem olhar para trás ou respirar fundo. Apaixono-me antes pela realidade, deixando-me cair em seus braços para me amparar o choro que está preso desde à pouco. Soluço ao falar. Olho para cima, e sustenho o ar e a pulsação. Faço-os parar. Tenho mais de mil razões para chorar, só não o quero chegar a fazer. Sinto um peso nos ombros, como se alguém dentro de mim tivesse morrido. Chamam-lhe vazio dizem eles. Acreditava em algo sobrenatural e já nem isso consigo fazer-me acreditar. As pedras chamam-me monstro e insultam-me a mente até esta ficar avermelhada.

Preciso de silêncio. Tapar os ouvidos. Há tanta coisa que não consigo esquecer. Tanta coisa que ainda não disse e que devia ter dito. Navego em horizontes de pensamentos, nenhum deles é preciso e simples, tal como eu gosto. Todos eles despontam problemas e reacções irracionais.

Preciso de algo, que já não me existe. Não quero, não preciso. Dá-me cá, pertence-me, preciso dele, eu quero-o tanto. Dá. Olha que eu bato...

Tu não a mataste, acabas-te de a criar!

14 comentários:

  1. Essa ultima "frase" do texto, deixa-me a pensar Pedro ...

    ResponderEliminar
  2. Basicamente, fico na duvida se sabes o que qeres xDD
    LOL

    ResponderEliminar
  3. É que é assim, eu apareço em algumas listas de que as pessoas me estao a seguri, mas nao os tenho na minha caixinha.. e eu para ir ás pessoas como vou pelas caixinhas, dava jeito (:
    Obrigada ^^

    ResponderEliminar
  4. olha pê, diz-me musicas de que gostes, mesmo que sejam antigas ^^
    preciso que me digas :D

    ResponderEliminar
  5. Adorei este texto, transpira criatividade e desperta em mim uma série de emoções , interessante =D Hei-de dedicar algum tempo a ler posts antigos =)

    ResponderEliminar
  6. A última frase ficou comigo...

    Elo.

    ResponderEliminar
  7. como sempre esta maravilhoso.

    mimiiinhos*

    ResponderEliminar